Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2006

Filosofia do Natal

Natal. Palavra bonita. Significa paz, alegria e amor tudo junto. Como é possível que a sua origem seja religiosa? Nessas rascas religiões que nos dizem o que pensar, o que ser, o que acreditar. Não crítico quem acredita em Deus e nessas coisas todas. Eu próprio nem sei se acredito...

Acho é que a ideia de uma religião já está tão entranhada na sociedade que ninguém nota que é absurda. Todos dizem que têm uma como se fosse mau não ter e, na grande maioria das vezes, nem seguem aquilo que dizem gostar.

Muitos vão criticar o que digo, mas eu não estou aqui para dizer o que devem fazer, deixo isso para as seitas, só digo a coisas mais óbvia do mundo. Sigam o vosso coração, a vossa cabeça e não deixem que ninguém, nenhuma religião, nada vos diga o que fazer. Pensem por vocês e aceitem os bons conselhos.

Aproveitem um Natal como uma época em que damos, recebemos, estamos com a família, etc... Não o façam só porque vos dizem que alguém muito importante nasceu nesse dia.
sinto-me: Festivo!
Tags:

publicado por Ricardo às 19:07
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De aprenderaviver a 10 de Janeiro de 2007 às 10:32
Ora aí está uma boa pergunta! Natal deveria ser significado de amor, harmonia, bem estar. A religião é mais sinónimo de controle e castigo - pelo menos é essa a minha opinião. Por isso deixei á muito a religião. A religião que tenho é viver bem com todas as pessoas à minha volta, perdoar e ajudar, e ser feliz e fazer os outros felizes. A religião n tem normas e vive dentro de cada 1 de nós.


De Ricardo a 10 de Janeiro de 2007 às 19:12
Muito bem dito!


Comentar post

Pesquisa

 
RSS